26 de agosto de 2012

Paranapiacaba, história e contexto;

Oi gente! Demorei, mas voltei! ehehehe Não consegui finalizar o 2º post sobre Paranapiacaba antes porque tive uns imprevistos, mas hoje consegui escrevê-lo, espero que curtam!

No último post falei um pouco da cidade, sua arquitetura, lazer e alimentação certo?! Hoje contarei da história e das estórias que vimos por lá, além de mostrar um pouco dos museus que visitamos.


É preciso começar pelo centro da cidade, a ferrovia e a antiga estação Alto da Serra. Pra quem não sabe, uma companhia inglesa chamada Railway veio ao Brasil para construir a ferrovia que ligava Jundiaí à Santos (litoral), possibilitando que as cargas das fazendas paulistas pudessem chegar rapidamente ao porto de onde embarcariam para outros países. Por isso a cidade de Paranapiacaba ficou conhecida como a vila inglesa de São paulo, pois serviu de controle e moradia de operários que trabalharam nesse processo. Infelizmente a estação alto da serra foi desativada em 1977 e hoje só funciona como ponto turístico. 


relógio "fabricado" por Johnny Walker Benson

Para conhecer melhor essa história pegamos o trem maria-fumaça que faz um percurso de 15 minutos pelas ruínas da estação. Além do guia ter nos explicado uma porção de coisa, foi um passeio divertido. Em seguida visitamos o museu do funicular, onde encontramos várias peças usadas pelos operários e parte do sistema que fazia os trens funcionarem.








Como a ferrovia tinha que chegar até Santos (que é descendo a Serra), foi implantado um sistema ultra moderno para a época, que permitia aos trens subir e descer a serra sem maiores problemas. Uma tecnologia chamada funicular, que hoje não é mais usada. Como o museu fica dentro dos galpões da maquinaria que alimentava as linhas, ele ficou batizado como Museu do funicular.

Dentro do museu encontramos muitas coisas. De peculiaridades como a foto de Getúlio às chaves das estações dessa linha de trem. Encontramos muitas peças, máquinas e coisas de antigos operários. É um lugar sujo, porém interessante. Nos remete a uma Londres operária. É quase como ler Londres através do Capital de Marx. Escreverei mais adiante. 

Getúlio estatizou a ferrovia durante seu governo, daí a sua foto como memória;

vida proletária





Em seguida visitamos um museu menor que fica na parte baixa da cidade, mais especificamente subindo as ladeiras, próximo as casas. Lá encontramos mapas e todo o histórico da cidade e da tão importante Companhia Railway. Também vimos expostos materiais das antigas construções, tais como pedras, taboas, luminárias e até pregos. 



maquete perfeita do estilo das casas que foram restauradas


dá para perceber que é uma maquete?

Enfim... não quis encher o post de fotos e informações, por isso tentei dar uma resumida. Estar em Paranapiacaba é uma experiência incrível. É meio inexplicável, mas o fato de ser um bairro proletário de operários que trabalhavam para uma companhia Inglesa, é quase como uma pequena viagem a Londres de 1800 e bolinhas, onde o capitalismo começava a se desenvolver em sua forma mais cruel. Tudo lá nos remete a exploração, do trabalho de imigrantes, à escravidão das fazendas cafeeiras.

Eu recomendo a visita! É uma cidade linda, histórica e que faz parte do patrimônio mundial da humanidade. Eu mesma mal vejo a hora pra voltar lá novamente, e dessa vez para conecher ainda mais e explorar as lindas trilhas da Serra do mar!

Beijinhos,

11 comentários

  1. Eu moro aqui em Santo André e adoro Paranapiacaba, é o passado no presente. É magnífico, tudo muito lindo e antigo! Gosto disso.
    As lendas então... são de arrepiar.
    ótimo post ^^

    Beijos
    http://www.diariociumento.com/

    ResponderExcluir
  2. Adoro esse tipo de post!!
    adorei a viagem, aprendi mto com vc!

    ResponderExcluir
  3. Muito legal a 2 parte Jess.
    Sempre bom conhecer um pouco mais da historia que eh nossa :)
    A foto do relogio ficou linda; tem um ar bem europeu neh! ;D
    Foi mto bom conhecer um pouquinho mais da historia de SP com sua viagem; da pra gente imaginar que foi jto :)

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. As fotos ficaram tão lindas que deu vontade de conhecer também!!!

    ResponderExcluir
  5. Muito bom, não tem o que falar :D
    Adorei, ficaria lindo fazer uma sessão de fotos '-'
    beijos

    ResponderExcluir
  6. ler londres através de O Capital de Karl Marx. tive a mesma sensação.

    próxima parada: museu do imigrante.

    ;D

    ResponderExcluir
  7. Oie tudo bem miga?
    Adorei novamente o post, que fotos legais e lindas! ai ai lendo assim parece que me transportei p/ o ano de 1800 kkkk, adorei tudo flor, que passeio gostoso hein =) um dia quero fazer esse passeio tb, já anotei aqui na minha agenda =)
    Bjs flor!

    ResponderExcluir
  8. oie jess, tudo bom?
    cantinho novo? adorei o logo e o topo do blog, com os ícones das categorias, ficou muito legal! *--*
    nunca tinha ouvido falar desta cidade, mas parece ter uma história muito rica, néam?
    não sou muito chegada em coisas históricas, mas consigo admirar os artefatos e "tecnologias" antigas!
    muito legais as fotos! ;)
    beijo, beijo!

    ResponderExcluir
  9. Adoro lugares que tem história pra contar e temos muito a aprender nesses lugares, achei incrível conhecer através dos posts.
    bjoks

    ResponderExcluir
  10. Eu preciso ir a esse lugar! *-* Quem me conhece sabe que tenho uma forte ligação com Londres (ainda mais com todo o contexto histórico e tal); bah, que incrível isso.
    Esse esmalte da foto é lindão!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  11. Jess obrigada pela visita ^^

    O legal disso é que saberei um pouco quando tiver "turistando" por lá ^^ as fotos ficaram uma verdadeira poesia da cidade.

    ResponderExcluir

♥♥♥♥ATENÇÃO ♥♥♥♥

Caso queira receber sua resposta por e-mail, selecione a opção "notifique-me" no canto inferior direito do campo de comentários ;)

Latest Instagrams

© Criativo Caos. Design by FCD.