20 de agosto de 2012

Paranapiacaba, a vila Inglesa de São Paulo.

Nesse fim de semana eu finalmente fui conhecer a vila histórica de Paranapíacaba, localizada na serra litorânea de São Paulo. Sempre me falaram muito das maravilhas que continha a cidade, mas nunca tinha tido a oportunidade de ir, então no domingo nós pegamos o trem e embarcamos nessa jornada rumo a um pedaço da Inglaterra no Brasil. Como foi um dia muito agitado e cheio de informação, estou dividindo em 2 posts (um hoje, outro quarta, talvez) porque queria falar dos aspectos culturais e dos museus que visitamos, mas ficaria muito longo. Então hoje vou falar um pouco da arquitetura, alimentação e as minhas primeiras impressões.




Logo quando chegamos, é possível avistar o grande relógio da cidade. Paródia do big ben? Acho exagero. O cartão postal da cidade encanta a todos, mas eu achei bem velho e mal conservado, embora ainda sim encantador. Nos morros que dividem a vila em parte-baixa e parte alta, eu me senti meio que na Bahia, sobretudo pelas cores das casas que encantam os turistas. Começamos descendo as ruas que levam até a estação do trem, onde é possível atravessar a passarela e chegar ao outro lado da vila. 



Do outro lado da vila fica a parte-baixa, onde encontramos a maioria das casas, a antiga escola e o clube da vila. A cidade mantém seu aspecto rústico e um estilo arquitetônico inglês, embora hoje as casas sejam na maioria pousadas, cafés, restaurantes ou moradias de quem trabalha com turismo.


Sobre o porque da arquitetura inglesa e sua ligação com a localização da vila eu devo falar no próximo post. Mas não poderia deixar de comentar que as cercas com as flores e as janelinhas de duas portas me deixaram encantada. Primeiramente porque me lembraram minha infância, pois minha cada era nesse estilo e segundo porque me lembrou a Lola e os tempos que ela morava em Jersey

mãe quero morar aí!




antigo mercado da cidade


Andamos e andamos pelas ruas por horas. É tudo muito igual, mas é um passeio gostoso porque te leva a outra época. Tudo lá parece que parou no tempo...


Decidimos então parar comer em um restaurante que prometia comida caseira. De forma geral eu gostei, comi muita soja (com um molho delicioso) e achei o macarrão divino, mas também não vi muita diferença no sabor. Como é uma vila quase que temática, acredito que se a culinária fosse adaptada para pratos típico da Inglaterra seria ainda mais interessante!




a torta estava divina!


Seguimos a percorrer as ruas atrás de história e inspiração. Visitamos os museus (falarei no outro post) e viajamos de trem (maria-fumaça). Mas como começou a descer uma neblina absurdamente medonha, sentamos em um local pra descansar e jogar papo fora.


Como estamos no alto da serra o frio é bem incomodo. Quando chegamos estava sol e um clima até agradável, mas ao entardecer tive que vestir casacão e cachecol porque não aguentava o frio. Ficamos sentados escrevendo, papeando, até a noite cair. 


Quando a noite caiu fomos dar mais uma passeada e experimentar delícias feitas a partir de Cambuci, uma fruta típica da região da mata atlântica, onde está localizada a vila. Eu escolhi um suco e ele decidiu experimentar a cachaça de cambuci... Ambos estavam deliciosos. Nunca tinha experimentado mais gamei total no sabor e deu uma energia boa pra continuar a longa viagem de volta. 

E foi isso minha gente. Para chegar lá tivemos que pegar o trem da CPTM na estação do Brás até a cidade de Rio Grande da Serra, onde pegamos um ônibus para Paranapiacaba. É um rolezinho chato porque tem que ficar fazendo baldeação e etc, mas dá pra ir de ônibus sossegado. Levamos cerca de 2horas para chegar lá. 

Foi um passeio agradável que valeu cada centavo e cada minuto para se chegar lá.
Espero que tenham curtido, aguardem que ainda essa semana posto a 2ª parte.

Beijinhos,


11 comentários

  1. Que lugar maravilhoso, adorei o clima do lugar! Deu vontade de ir conhecer também! Amei as fotos.
    bjoks

    ResponderExcluir
  2. Ah, que lugar lindo! Uma pergunta, conseguiu achar um prato de soja assim, tão fácil? Sou vegetariana e nunca acho restaurantes que façam soja (que adoro!).

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  3. Eu nunca fui em Paranapiacaba, pelo jeito parece lindo mesmo. Ansiosa para o próximo post!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oie tudo bem miga?
    Nossa que passeio gostoso, ninguém imagina que em SP haja tanta coisa linda assim p/ se ver né =) eu adorei! queria ir um dia, quem sabe né, que fotos lindas, parece que vc estava no tempo antigo mesmo, ai que legal! agora estou ansiosa pelo próximo post =) vou aguardar =)
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Jess que lugar magico!
    Eu amo lugares antigos e cheios de historia.
    E eu achei um encanto esse lugar; e a neblina deu um clima mto legal, senti daqui x) (amooooo frio)

    Aguardo pelo segundo post ;)
    Beijos!!!!!

    ResponderExcluir
  6. que delícia de lugar! também quero ir!

    ResponderExcluir
  7. @Kakau4ever Flor é pertinho pra quem mora em SP! Vale a visita :)

    ResponderExcluir
  8. @Camile Carvalho auiehiuhieh tem de boa por lá!

    ResponderExcluir
  9. @Carol tem sim! mtos lugares bacanas!

    @Paula eu não curto frio, mas a neblina é gostosa!!!!!!!!!!!!

    @juju :)

    ResponderExcluir
  10. Cidade bem com clima de interior, parece muito a cidade que eu moro! Aliás, tenho que sair pra tirar umas fotos daqui, tanta casinha história, tanto prédio antigo! Só o frio que é tenso, deu pra sentir o frio das fotos aqui. A neblina também é a coisa mais inglesa né?

    ResponderExcluir

♥♥♥♥ATENÇÃO ♥♥♥♥

Caso queira receber sua resposta por e-mail, selecione a opção "notifique-me" no canto inferior direito do campo de comentários ;)

Latest Instagrams

© Criativo Caos. Design by FCD.